sexta-feira, 25 de abril de 2014

500 Anos Após





Brasil, 500 anos após
E tanta coisa parece ter ficado pior
Até na forma como nos tratamos
Sem a menor menção de respeito

Deixando claro que apenas nos suportamos
Que não existe nenhuma expressão de carinho
Nenhum laço que nos una em afeto
E este afeto gere em nós um amor real

Praticando assim o bem sem esperar por recompensas
Ou o reconhecimento em troca do bem que se fez

Mas, mais de 500 anos se passaram
E nos perdemos em nossos passos
Acreditando rumar para o Paraíso
E nos aproximando de um precipício


Isto é nítido ao olhar nos olhos de uma criança
Que chora por um pai que se tornou mais uma vitima
Da violência que a tantos sentencia
E que para muitos se tornou algo normal

Tão normal que não tem ter autoridade que se compadeça
E tome com urgência providencias para o bem deste Brasil

Brasil que sofre e padece
Em meio às suas muitas dores
Nas mãos de tantos doutores
Que sabem bem da gravidade do caso

Mas que tratam tudo ao acaso
Fingindo estar tudo normal

Brasil que grita de desespero
Devido às suas tantas dores
Sofrendo nas mãos de tantos que se dizem doutores
E dizem que os gritos são fingimento, que tudo está normal




Nenhum comentário:

Breve Comentário

Minha foto
Comecei com meus primeiros escritos por volta de 1988. Uma forma que encontrei para traduzir uma parte de meus pensamentos e sentimentos, pondo para fora assim algumas questões de meu coração. No decorrer dos anos, os pensamentos foram modelados e o coração domado, inserindo assim a cada sentimento e a cada pensamento um tom mais poético. Aproximadamente em 1999 comecei a trabalhar em uma história, que a partir de 2004 passei a chama-la de “Universo” devido à grande semelhança do universo com a mente humana. Ambos são infinitos e se conhece pouco sobre eles. Em 2008, 20 anos após meus primeiros versos, lancei na XX Bienal Internacional Do Livro De São Paulo a segunda parte da saga “Universo”, intitulada como Lais Stone. Neste blog procuro compartilhar um pouco do que escrevo, versos e pensamentos, e alguns registros em fotos. Obrigado pela visita, e seja bem-vindo a esta Galáxia.