domingo, 9 de agosto de 2015

Noites Em Silêncio





Observo a Lua
E as estrelas
Cada brilho do infinito
A resplandecer no infinito que há em mim

Meu coração se alegra, em silencio
No silencio da noite
Refletindo o brilho da Lua em meus olhos
Olhos que contemplam a beleza do infinito

Infinito que resplandece no infinito que há em mim...
...Em silencio...
...No silencio da noite



Nenhum comentário:

Breve Comentário

Minha foto
Comecei com meus primeiros escritos por volta de 1988. Uma forma que encontrei para traduzir uma parte de meus pensamentos e sentimentos, pondo para fora assim algumas questões de meu coração. No decorrer dos anos, os pensamentos foram modelados e o coração domado, inserindo assim a cada sentimento e a cada pensamento um tom mais poético. Aproximadamente em 1999 comecei a trabalhar em uma história, que a partir de 2004 passei a chama-la de “Universo” devido à grande semelhança do universo com a mente humana. Ambos são infinitos e se conhece pouco sobre eles. Em 2008, 20 anos após meus primeiros versos, lancei na XX Bienal Internacional Do Livro De São Paulo a segunda parte da saga “Universo”, intitulada como Lais Stone. Neste blog procuro compartilhar um pouco do que escrevo, versos e pensamentos, e alguns registros em fotos. Obrigado pela visita, e seja bem-vindo a esta Galáxia.